Luluzinhas pelo fim da violência contra a mulher25 de Novembro é o Dia Internacional pelo Fim da Violência Contra as Mulheres, e faz parte da campanha 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres

Eu bem que gostaria de fazer um post caprichado, mas o trabalho tem ocupado muito do meu tempo, e é muito difícil produzir posts nos poucos intervalos de atividades exaustivas. Mas quero deixar claro que não estou reclamando: adoro meu trabalho, e acho fantástico ter a oportunidade de ajudar a melhorar a situação das mulheres, seja através de pesquisa, orientação de alunos, capacitação de policiais, orientação, encaminhamento para atendimento específico e fortalecimento de mulheres de comunidades vulneráveis. E, ao mesmo tempo em que meus conhecimentos melhoram a situação delas, elas me ensinam a ter forças para sobreviver em uma sociedade tão injusta que nos maltrata tanto pelo simples fato de sermos mulheres. Este vídeo é só um pequeno exemplo do que sofrem as mulheres (lembrando que a realidade de grande parte das mulheres é muito mais pesada que este vídeo):

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=7uQN0qoVzbw&hl=pt_BR&fs=1&]

Uma das coisas que aprendi é que crianças repetem o que elas vêem as outras pessoas fazendo. Se o ambiente que as cerca é violento, elas acreditarão que esse comportamento é aceitável, e o reproduzirão. Se queremos diminuir a violência, temos de, entre outras coisas, mudar a forma como influenciamos as crianças, mostrando que existem outras formas menos violentas para relações humanas:
[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=KHi2dxSf9hw&hl=pt_BR&fs=1&]